2 de outubro de 2022

Putin tem Parkinson?

2nd October 2022 | Vladimir Putin, o presidente da Federação Russa, foi visto na câmera mostrando sinais de tremores óbvios em suas pernas e pés, o que pode ser um sinal da doença de Parkinson, que é uma condição que afeta o cérebro e os sintomas pioram ao longo de muitos anos.

Claro, isso é especulação, já que o Kremlin não confirmou que o presidente Putin está doente e dificilmente o fará, pois prejudicaria a posição do líder do país em tempo de guerra.

Também não há teste definitivo para Parkinson, mesmo que haja suspeita da doença. Isso parece mudar, no entanto, com o desenvolvimento de um novo “teste de cheiro” para a condição.

Cientistas da Universidade de Manchester desenvolveram um teste de swab de pele que procura alterações no sebo – a camada oleosa que protege a pele – usando uma técnica conhecida como espectrometria de massa. Isso pode identificar compostos com base em seu peso. Eles foram inspirados pela história de Joy Milne, que conseguiu detectar o cheiro de Parkinson na pele do marido após o diagnóstico dele aos 45 anos. 

Tema já abordadado em nosso blog em jun 2020.

A observação de Joy levou a um estudo financiado pelo Parkinson no Reino Unido, que sugeriu que havia mudanças químicas no sebo entre pessoas com e sem Parkinson. Neste estudo, a equipe estudou amostras de cotonetes da nuca de 79 pessoas com Parkinson e 71 pessoas que não tinham diagnóstico de Parkinson. Eles encontraram 500 compostos exclusivos de pessoas com Parkinson, que poderiam ser usados ​​para ajudar a diagnosticar a doença.

Se o presidente Putin realmente tem Parkinson em estágio inicial, não há cura, mas há muitas coisas que podem ajudar, incluindo a adoção de um estilo de vida saudável. Um estudo publicado recentemente por pesquisadores da Universidade de Harvard e da Universidade Estadual da Pensilvânia descobriu que consumir uma dieta saudável e praticar atividade física pode melhorar os resultados para pessoas com Parkinson. Eles coletaram dados de saúde e estilo de vida durante um longo período de tempo (um estudo longitudinal) de duas grandes coortes populacionais. O primeiro estudo, o Health Professionals Follow-up Study, coletou dados de 51.529 médicos do sexo masculino; e o segundo, Nurses' Health Study, coletou dados de 121.700 enfermeiras registradas. Dentro desses grupos, eles descobriram que dos 1.251 casos confirmados de Parkinson, a alimentação saudável antes ou depois do diagnóstico estava associada a uma menor taxa de mortalidade; resultado semelhante foi observado para o exercício.

Putin gosta de andar a cavalo, hóquei no gelo e artes marciais, então os médicos recomendam que ele continue ativo se quiser viver uma vida longa. Original em inglês, tradução Google, revisão Hugo. Fonte: Hippocraticpost.

22 de setembro de 2022

O remédio para Parkinson que ("supostamente") ferrou com a memória de Ozzy Osbourne

 Sinemet é usado para aliviar alguns dos principais sintomas da doença; cantor relata episódios de esquecimento até em cima do palco

21 de setembro de 2022 - Durante entrevista à Paste Magazine, Ozzy Osbourne falou sobre como tem lidado com o Parkinson nos últimos anos. Diagnosticado em 2003, o Madman veio a público confirmar o diagnóstico apenas em tempos recentes. Uma das drogas que tem tomado é o Sinemet.

De acordo com o site Consulta Remédios:

“Sinemet® é indicado para o tratamento da doença e da síndrome de Parkinson e é útil para aliviar muitos dos sintomas do parkinsonismo, particularmente a rigidez e a bradicinesia. Sinemet® é frequentemente útil no controle do tremor, da disfagia, da sialorréia e da instabilidade postural, associados com a doença e a síndrome de Parkinson.”

Porém, Ozzy relatou que os efeitos colaterais o trouxeram complicações.

“Bem, o Sinemet me ferrou muito. Mas eles estão lançando novos medicamentos o tempo todo para isso, não é? Eu estava tomando aquela droga de 2003 em diante e minha memória sumiu! Eu subia no palco e esquecia o que diabos eu estava fazendo. Dizia: ‘que música estamos tocando?’ ou ‘onde diabos eu estou?’

Fiz um discurso uma vez no Grammy Awards e disse tudo duas vezes! As pessoas estavam rindo e eu fiquei tipo: ‘por que eles estão rindo de mim?’ Sua memória simplesmente se desintegra. Mas para ser honesto com você, eu não penso muito nisso agora, apenas sigo em frente, sabe? Se você continuar se preocupando pode realmente estragar o seu dia.”

Ozzy Osbourne ocupando a cabeça

Sendo assim, uma das maneiras de ocupar a cabeça em anos recentes foi gravando um disco. “Ordinary Man” saiu já com o mundo em pandemia. Sem poder sair em turnê, Ozzy decidiu fazer outro na sequência. Assim nasceu “Patient Number 9”.

“Bem, por causa da pandemia, além do fato de não poder andar direito, pensei: ‘O que posso fazer para colocar minha cabeça em movimento?’ Então fiz alguns álbuns, dois em quatro anos. Teve seu preço, mas eu tinha que fazer isso. Trabalhar com o produtor Andrew Watt foi ótimo – ele é um garoto jovem e não gosta de brincar. Cheio de energia, nunca fica parado por mais que 5 segundos.”

“Patient Number 9”

“Patient Number 9” chegou ao 3º lugar na parada americana e 2º na britânica – o melhor desempenho de um disco solo de Ozzy Osbourne em sua terra natal.

O trabalho contou com convidados especiais como Jeff Beck, Tony Iommi, Eric Clapton, Zakk Wylde, Mike McCready (Pearl Jam), Josh Homme (Queens of the Stone Age), Robert Trujillo (Metallica) e o falecido Taylor Hawkins (Foo Fighters). Fonte: Igormiranda.

12 de setembro de 2022

Atração do Rock in Rio, cantor de 73 anos explica estado de saúde após surgir rumores

Atração do Rock in Rio, cantor de 73 anos explica estado de saúde após surgirem rumores

11/09/2022 - O cantor Djavan abriu o jogo pela primeira vez em torno dos rumores de que possui Síndrome de Parkinson. Há alguns meses, o artista havia sido visto com tremores durante uma apresentação e gerou especulações.

Em entrevista ao jornal O Globo, o músico, que é atração do Rock in Rio, afirmou que contou que a situação ocorreu em virtude da falta de sono.

'Zero doença. Tive uma coisa chamada tremor essencial. Alguns têm nas mãos, outros, nas pernas. Eu tive na cabeça. Era foda porque você aparece e aquilo já vem à tona, dava para ver de cara. E é muito emocional', disse.

Djavan tranquilizou os fãs e explicou que, após ter recebido o diagnóstico do quadro de saúde, nunca mais sentiu incômodo. 'O médico detectou, me medicou e eu fiquei bom. Não tive mais nada. Quanto menos você dorme, mais propensão ao tremor essencial você tem. Nunca fui o sujeito que mais dormiu na vida. Estou melhor agora', assegurou.

Para Djavan, seu maior foco atualmente, além da música, é cuidar da saúde física e mental. 'O que importa para mim é a saúde. Disso eu não abro mão. Tenho uma equipe, uma médica antroposófica que cuida de mim há muitos anos. A idade só aparece quando a saúde se afasta um pouco. Enquanto há saúde, há disposição e liberdade para fazer o que quiser', pontuou. Fonte: Minas1.

2 de setembro de 2022

Ozzy Osbourne chama a América de 'ridícula' na decisão de voltar para o Reino Unido

Os Osbournes não se saíram exatamente bem nos Estados Unidos.

September 2, 2022 - Os Osbournes estão deixando a América. Ozzy Osbourne e Sharon Osbourne decidiram voltar para Buckinghamshire. A dupla não está medindo palavras sobre por que eles estão voltando para o outro lado do lago.

O que está acontecendo com os Osbournes?
A vida mudou muito para os Osbournes nos últimos anos. Por um lado, Sharon deixou o The Talk publicamente nos piores termos. Enquanto isso, Ozzy enfrentou vários problemas de saúde, incluindo um surto de COVID-19. Ele passou por uma grande cirurgia no pescoço e ainda está lidando com o diagnóstico de Parkinson, embora esteja determinado a não ser definido pela doença.

Nem tudo foram notícias horríveis de saúde. Kelly Osbourne está grávida de seu primeiro filho. Com toda essa mudança no ar, parece certo para Ozzy e Sharon fazerem uma mudança por conta própria.

Ano difícil para Ozzy Osbourne
Em uma entrevista controversa ao The Guardian, Ozzy e Sharon Osbourne sentaram-se para discutir seu ano difícil, com Ozzy lembrando sua dor antes de sua cirurgia como uma agonia absoluta. “Ficou tão ruim que em um ponto eu pensei: 'Oh Deus, por favor, não me deixe acordar amanhã de manhã.'” Kelly incentivou seu pai a tomar antidepressivos, que Ozzy diz “funcionar bem”.

Sharon continua sendo o rock de Ozzy. “Sem minha Sharon, eu estaria fora. Temos uma pequena briga de vez em quando, mas, caso contrário, continuamos com isso”, disse o vocalista do Black Sabbath. Sharon está otimista com a saúde do marido. “Ele nunca será o que era, mas será bom”, disse ela.

Eles estão indo para casa
Você pode esperar que a saúde de Ozzy seja o motivo da mudança dos Osbournes, mas você estaria errado. Depois de décadas nos Estados Unidos, o casal se mudará para o Reino Unido em fevereiro próximo. Com os netos nos Estados Unidos, eles ainda farão visitas frequentes.

A mudança aparentemente não tem nada a ver com a saúde de Ozzy. Sharon diz: “Eu sabia que as pessoas pensariam isso. Não é. É só tempo. A América mudou tão drasticamente. Não são os Estados Unidos da América. Nada está unido sobre isso. É um lugar muito estranho para se viver agora.”

Como seria de esperar, a reação de Ozzy é mais direta. Ele cita a violência armada como o principal motivo: “Tudo é ridículo lá. Estou farto de pessoas serem mortas todos os dias. Deus sabe quantas pessoas foram baleadas em tiroteios em escolas. E houve aquele tiroteio em massa em Las Vegas naquele show… É uma loucura.”

Ele também pode sentir que o fim pode estar próximo, e Ozzy não deseja passar a eternidade em Los Angeles. “Eu não quero morrer na América. Eu não quero ser enterrado em [Forest Lawn]… Eu sou inglês. Eu quero estar de volta. Mas dizendo isso, se minha esposa disse que temos que ir morar em Timbuktu, eu vou.”

A família está otimista para que Ozzy Osbourne volte em turnê em breve, então os fãs do Black Sabbath se alegram. Não é nada menos que um milagre que Ozzy tenha vivido até 73 anos, considerando o que ele passou em seu corpo. Original em inglês, tradução Google, revisão Hugo. Fonte: Suggest.